Oficinas

Participe, venha fazer o Festival conosco!
Pipamodelismo

Com forte presença cultural e muito populares em todos os cantos do mundo, as pipas são conhecidas, desde a sua origem, como uma brincadeira criativa e saudável, que colore os céus, fazendo a imaginação dançar ao sabor dos ventos. As pipas japonesas trazem algumas imagens com significados específicos, como atributos à vida longa (cegonha ou tartaruga), fortaleza (carpa), prosperidade (dragão), aprendizado (Sugawara, Deus do Aprendizado), boa sorte (Darumá, o anão feliz), assim como faces de demônio para talismã contra a maldade.

Instrutor(a): Ken Yamazato
Apaixonado por papagaios desde criança, professor Ken Yamazato é engenheiro mecânico e já foi dezenas de vezes premiado em campeonatos e festivais de papagaio. Entrou no o Guinness Book Brasil 98 ao empinar um “trem” de 242 pipas. Em 1999 chegou à marca de 3344 pipas empinadas em uma única linha. Incansável na difusão do pipamodelismo, participa, juntamente com sua equipe, de vários eventos festivos fazendo demonstração não somente de sua técnica, mas, principalmente, ensinando as crianças (e adultos!) a confeccionar e empinar as pipas.

Furoshiki

Furoshiki (風呂敷) é uma técnica tradicional de embrulho japonês, muito utilizado para embalar presentes, transportar objetos como garrafas, livros, roupas, caixas de obento, entre outros. O tecido utilizado pode ser de algodão, nylon, seda ou chirimen. Em termos de tamanho e design, existe uma grande variedade para todos os gostos possíveis. É uma forma criativa e inteligente de reaproveitar tecidos, já que o furoshiki é totalmente “ecofriendly”, ou seja, amigavelmente ecológico.

A atitude de embrulhar um presente com furoshiki e presenteá-lo a alguém, está associado com a palavra Tsutsumu, que transmite a sensação de zelo e proteção. Além disso, o furoshiki está associado com o mottainai, um conceito que prioriza o sentimento de não desperdiçar nada que possa ser reaproveitado, já que inicialmente eram feitos de pedaços de tecidos que sobravam na hora de confeccionar um quimono (vestimenta tradicional japonesa).

Instrutor(a): Elisabete Mayumi
Elisabete Mayumi atua com artesanato e áreas afins desde 1998, e possui formação e prática como professora da rede pública de ensino na área de Artes. Após se aposentar, se dedica a ensinar o Furoshiki na região metropolitana de Belo Horizonte, tendo como referência Letícia Yabiku e Prof. Sofia Nanka Kamatani.

Ikebana

O objetivo do workshop é transmitir aos alunos uma noção básica de o que é a Ikebana, a arte floral da cultura japonesa. Haverá uma breve introdução em relação ao estilo tradicional IKENOBO e depois uma demonstração do arranjo a ser feito pelos participantes. Utilizando um recipiente (vasinho), flores , folhagens e/ou galhos, cada participante irá fazer  a sua própria Ikebana, dando assim uma nova vida às flores.

Instrutor(a): Lina Junko Kawamura
Em 1986, iniciou o curso de Ikebana Ikenobo no Instituto de Ikebana Ikenobo do Brasil. Em 1997  realizou o curso intensivo de um ano à convite do Grão-mestre Sen ei Ikenobo do Japão, em Kyoto. Já recebeu o Prêmio Tachibana Sho no Japão, sendo professora do Instituto de Ikebana Ikenobo do Brasil. Entre vários trabalhos, pode-se destacar a participação na exposição de 550 anos do Ikenobo do Japão, como representante do Brasil, em 2012, além da participação anual nas exposições do Instituto de Ikebana Ikenobo do Brasil e da Associação de Ikebana.

Oshi-ê

Consiste em compor figuras como flores, pássaros, personagens e etc. Através de desmembramentos de várias partes as quais são recortadas em papelão forrado com espuma e algodão para ficarem acolchoados e forrados com papel especial artesanal japonês “washi”. Antigamente eram forrados com tecidos de seda pura.

Instrutor(a): Alice Tieko Saguti
Arte Oshiê, formada em 2003 pela Aliança Cultural Brasil Japão, com a Professora M. Iwashita. Em  1968 , formou na língua japonesa pela Aliança Cultural Brasil Japão. Participa de Eventos e ministra oficinas de “Oshiê” e “washi kurumiê” desde 2005, tais como: em 2008 na Semana Cultural no Palácio de Convenções do Anhembi pelo Centenário da Imigração Japonesa; no Palácio de Verão do Governo do Estado de São Paulo; vários anos no Japan Experience pelos jovens do Bunkyo; 4º e 5º Festival do Japão em Minas; Bunkamatsuri; e muitos outros.

Quando?!

28 e 29 de fevereiro e
01 de março de 2020

Horários

28 de fevereiro, Sexta-feira
 14h às 22h
29 de fevereiro, Sábado 
10h às 22h
01 de março, Domingo
10h às 19h

Onde?!

EXPOMINAS - Belo Horizonte
Av. Amazonas, 6200

Quanto?!

R$20,00 inteira
R$10,00 meia-entrada*
por dia de evento
*conforme Lei Municipal nº 9.070/2005
e Lei Federal nº 12.933/2013